Práticas matemáticas nas Aulas Militares na Amazônia entre os séculos XVII e XIX

Iran Abreu Mendes

Resumo


A partir de uma pesquisa histórica sobre as relações matemáticas envolvidas com a arte, ciência, arquitetura e matemática na Amazônia do século XVIII, em busca de outras epistemologias para a matemática escolar, foi possível apontar que algumas disciplinas matemáticas praticadas na formação dos construtores do patrimônio arquitetônico setecentista de Belém/Pará, a partir das Aulas Militares e Aulas Régias praticadas na Amazônia em períodos referentes à concretização dessas edificações. Com base em uma abordagem metodológica de pesquisa histórica mista, tomou-se os princípios da arqueologia para a construção de uma realidade histórica, destacou-se a criação e o desenvolvimento da Aula Militar de Belém (Pará) e sua contribuição na urbanização da referida cidade entre os séculos XVII e XVIII. Por fim concluiu-se que as Aulas Militares e Aulas Régias muito contribuíram com a arte, a arquitetura e as práticas científicas e matemáticas realizadas na região Amazônica no referido período.


Palavras-chave


Aula militar. História da Matemática. Matemática na Era Pombalina

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Iran Abreu Mendes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexações:

A Acta Scientiaeé indexada em:
Scopus logoScopusLatindex logoLatindexedubaseEdubase (SBU/UNICAMP)
Sumarios.org logoSumarios.orgGoogle Scholar logoGoogle ScholarPortal Livre (CNEM) logoPortal LivRe (CNEM)
Journals for Free logoJournals for FreeREDIB logoREDIBGaloá DOIGaloá DOI

Creative Commons License
Todos os trabalhos publicados aqui estão sob uma licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.