Escola e Aulas de Matemática: ambiente de ser o que se é ou do ser o que está?

José Milton Lopes Pinheiro, Luiz Carlos Leal Junior, Bruno Leite Ferreira

Resumo


Este estudo originou-se de nossa perplexidade ao ler o conto Escola da obra Graciliano Ramos. Graciliano faz uma retomada de sua vivência escolar, que entendemos expressar o que as vivências de muitos de nossos alunos também expressa. Com isto, questionamos: Como os alunos se percebem estando junto ao ambiente escolar, junto a aulas de Matemática? Valemo-nos de entrevistas para compreender junto a nossos sujeitos, o como de nossa interrogação. Recorremos à fenomenologia como campo teórico/metodológico. Lançamos olhares atentos às entrevistas e vimos no movimento dos sentidos que iam se constituindo, convergências que propiciaram vislumbrar ideias nucleares que abrangem nossa interrogação, tais quais: a percepção de uma escola com forças contrárias à invenção, contrárias ao “ser criança”; a percepção da escola, sala de aula, enquanto ambiente acolhedor, que estimula a invenção e potencializa o “ser criança”. Nossas articulações em torno destas ideias são o que apresentamos como compreensões iniciais do que aqui interrogamos. O dito pelos entrevistados aponta para uma visão aporética da escola, não servindo assim apenas para possibilitar a autonomia, mas também para a domesticação. A escola é apontada tanto como um lugar seguro que propicia novas experiências, como um local que pode propiciar experiências desconfortantes e constrangedoras.

Palavras-chave


Escola. Criança. Aula de Matemática. Fenomenologia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 José Milton Lopes Pinheiro, Luiz Carlos Leal Junior, Bruno Leite Ferreira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexações:

A Acta Scientiaeé indexada em:
Scopus logoScopusLatindex logoLatindexedubaseEdubase (SBU/UNICAMP)
Sumarios.org logoSumarios.orgGoogle Scholar logoGoogle ScholarPortal Livre (CNEM) logoPortal LivRe (CNEM)
Journals for Free logoJournals for FreeREDIB logoREDIBGaloá DOIGaloá DOI

Creative Commons License
Todos os trabalhos publicados aqui estão sob uma licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.