Concepções de professores em formação inicial e continuada sobre a viabilidade dos estudos de caso e o ensino atual

Valéria Marcelino, Edmundo Rodrigues Junior, Eliana Caantionilio

Resumo


Este trabalho é uma pesquisa qualitativa que buscou investigar as concepções de professores em formação inicial e continuada sobre a viabilidade do método estudo de caso, utilizado neste trabalho como uma estratégia de ensino investigativo. Igualmente procuramos buscar as opiniões de docentes sobre as melhores práticas pedagógicas para promover um ensino de qualidade. A técnica análise de conteúdo foi utilizada para categorizar as respostas dos professores obtidas através de fórum, chat e questionários. Verificamos que os professores acreditam ser viável a utilização dos estudos de caso na sala de aula, embora tenham apontado a necessidade de cumprir o conteúdo e a dificuldade para escrever os casos, como possíveis entraves para sua implementação da estratégia. Os professores relataram também a importância de se adotar uma postura dialógica na sala de aula e procurar relacionar o conteúdo com o cotidiano discente. Nas considerações finais mostramos alternativas para reduzir os obstáculos descritos pelos professores em relação à utilização de estudo de casos e apontamos alguns desdobramentos que esta pesquisa pode suscitar.

Palavras-chave


Ensino investigativo; Estudo de casos; Prática pedagógica

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Valéria Marcelino, Edmundo Rodrigues Junior, Eliana Caantionilio

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexações:

A Acta Scientiaeé indexada em:
Scopus logoScopusLatindex logoLatindexedubaseEdubase (SBU/UNICAMP)
Sumarios.org logoSumarios.orgGoogle Scholar logoGoogle ScholarPortal Livre (CNEM) logoPortal LivRe (CNEM)
Journals for Free logoJournals for FreeREDIB logoREDIBGaloá DOIGaloá DOI

Creative Commons License
Todos os trabalhos publicados aqui estão sob uma licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.