As diferenças Semânticas entre o Léxico Construído na Academia e o Produzido na Escola pelos Professores no Ensino de Ciências

Ruhena Kelber Abrão, Juliana Souza Silva, José Claudio Del Pino

Resumo


O presente trabalho apresenta uma reflexão sobre o léxico utilizado pelos professores dos anos iniciais no ensino de Ciências no Ensino Fundamental. Por meio da análise de entrevistas produzidas possibilitou-se elaborar um dicionário da fala dos professores entrevistados. A metodologia empregada foi a Análise Textual Discursiva. Ao longo de contínuas impregnações analíticas no corpus do projeto, percebeu-se a necessidade de empreender um exame detalhado sobre os termos mais significativos para o entendimento aprofundado do discurso dos docentes. De fato, observou-se que as palavras-chave que emergiam da fala dos sujeitos configuravam sentidos diferentes das significações divulgadas e difundidas na linguagem produzida no contexto universitário.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Ruhena Kelber Abrão, Juliana Souza Silva, José Claudio Del Pino

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ANÚNCIOS

Conceito A1 na Capes(2019)

Índice h5 do Google Scholar: 13
Índice mediana h5 do Google Scholar:24

eISSN: 2178-7727

Indexações:

A Acta Scientiae é indexada em:
Scopus logoScopusLatindex logoLatindexedubaseEdubase (SBU/UNICAMP)
Sumarios.org logoSumarios.orgGoogle Scholar logoGoogle ScholarPortal Livre (CNEM) logoPortal LivRe (CNEM)
Journals for Free logoJournals for FreeREDIB logoREDIBGaloá DOIGaloá DOI

Creative Commons License
Todos os trabalhos publicados aqui estão sob uma licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.