Saberes para ensinar matemática: um olhar para a formação do professor primário

Maria Célia Leme da Silva

Resumo


O estudo tem como objetivo analisar a institucionalização da formação de professores primários no Brasil, mais particularmente durante década de 1930, nos Institutos de Educação de São Paulo e do Rio de Janeiro, e os saberes específicos para a profissão do ensino que participam da formação. Considera-se como referência pesquisas desenvolvidas por Hofstetter e Schneuwly (2017) e Borer (2017). Como resultado, argumenta-se que a matemática a ensinar praticamente está ausente da formação nos Institutos, sendo identificado e destacado a inserção de novos saberes, uma matemática para ensinar na formação do professor primário. O exercício de análise vem corroborar com o estudo de Borer, reiterando que experiências particulares de modelo superior de formação, voltadas à formação profissional, comparado ao modelo normal, constituem exemplos favoráveis ao desenvolvimento de saberes para ensinar no interior de suas formações.


Palavras-chave


Escola Nova. Formação superior. Saberes para ensinar. História da Educação Matemática.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Maria Célia Leme da Silva

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexações:

A Acta Scientiaeé indexada em:
Scopus logoScopusLatindex logoLatindexedubaseEdubase (SBU/UNICAMP)
Sumarios.org logoSumarios.orgGoogle Scholar logoGoogle ScholarPortal Livre (CNEM) logoPortal LivRe (CNEM)
Journals for Free logoJournals for FreeREDIB logoREDIBGaloá DOIGaloá DOI

Creative Commons License
Todos os trabalhos publicados aqui estão sob uma licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.