A prática da Pesquisa na Formação Inicial de Professores de Química: um Olhar para Projetos Pedagógicos

Judite Scherer Wenzel, Giulia Engroff Bratz

Resumo


O presente artigo contempla um estudo sobre a presença da pesquisa nos Cursos de Licenciatura em Química, com atenção também, para os indícios da formação do professor pesquisador. Visando qualificar a compreensão acerca dos modos de inserção da pesquisa na formação inicial de professores de Química foi realizada uma análise documental de Projetos Pedagógicos dos Cursos de Licenciatura em Química de instituições de Ensino Superior do Rio Grande do Sul. Os resultados construídos retratam que, das doze instituições analisadas, todas contemplam abordagens destinadas ao ensino da pesquisa. Foi possível pelo processo analítico da Analise Textual Discursiva identificar três diferentes modos de perspectivas para a presença da pesquisa na formação inicial, sendo categorizados em: pesquisa de cunho teórico, metodológico e pedagógico/formativa. E oito das doze instituições contemplaram a três categorias, assim, de um modo geral, tornou evidente que há sim a perspectiva da prática de pesquisa nos currículos de formação inicial.

 


Palavras-chave


Formação Inicial; Pesquisa; Professor Pesquisador; Projeto Pedagógico

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.17648/acta.scientiae.v20iss2id3388

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Judite Scherer Wenzel, Giulia Engroff Bratz

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexações:

A Acta Scientiaeé indexada em:
Scopus logoScopusLatindex logoLatindexedubaseEdubase (SBU/UNICAMP)
Sumarios.org logoSumarios.orgGoogle Scholar logoGoogle ScholarPortal Livre (CNEM) logoPortal LivRe (CNEM)
Journals for Free logoJournals for FreeREDIB logoREDIBGaloá DOIGaloá DOI

Creative Commons License
Todos os trabalhos publicados aqui estão sob uma licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.