Potencialidades dos Grupos/Comunidades do Facebook para a Formação de Professores de Matemática no âmbito do PIBID

Márcio Urel Rodrigues, Rosana Giaretta Sguerra Miskulin, Luciano Duarte Silva

Resumo


Neste artigo objetivamos elucidar as potencialidades dos grupos/comunidades do Facebook para os processos formativos de professores de Matemática participantes do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência – PIBID. Visando atender a esse objetivo, realizamos um recorte da pesquisa de doutorado defendida na UNESP – Rio Claro/SP, cujo objetivo foi elencar e compreender as potencialidades do PIBID como “Terceiro Espaço” para a formação de professores de Matemática no Brasil. Os dados foram constituídos por meio do Diário de Campo da Vivência no PIBID/Matemática da Unesp – Rio Claro/SP no período de 2013 a 2014, no qual registramos todas as publicações no Facebook dos participantes no referido grupo/comunidade. Os dados foram analisados por meio de alguns conceitos da Análise de Conteúdo elucidados por Bardin (1977), os quais nos conduziram à identificação de duas Categorias de Análise – (i) Ações Pedagógicas Formativas nos Processos de Aprendizagem da Docência, e (ii) Discussão e Compartilhamento de Informações do Grupo/Comunidade do PIBID/Matemática. O movimento dialógico das Categorias de Análise nos conduziu à constatação de três contribuições do Facebook para os processos formativos de professores de Matemática em um grupo/comunidade – (1) o Facebook proporciona diálogos rápidos e interativos que auxiliam na melhoria no fluxo de informações, compartilhamento e trocar experiências didáticas entre os participantes do grupo/comunidade; (2) o Facebook permitiu a discussão, planejamento e reflexões das ações pedagógicas – observações e intervenções didáticas - a serem desenvolvidas nas escolas de uma maneira interligada e dinâmica entre participantes do grupo/comunidade; (3) o Facebook pode ser considerado como um ambiente virtual de aprendizagem complementar à formação pedagógica presencial dos participantes dos grupos/comunidades do PIBID/Matemática, pois as colaborações publicadas, os diálogos informativos e explicativos confirmaram o quanto esse ambiente virtual complementam as interações entre os participantes.Concluímos, defendendo o uso Facebook como ambiente virtual no contexto educacional, bem como nos processos formativos de professores de Matemática.


Palavras-chave


Facebook. Pibid. Grupos/Comunidades. Formação Inicial. Professores de Matemática

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Márcio Urel Rodrigues, Rosana Giaretta Sguerra Miskulin, Luciano Duarte Silva

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ANÚNCIOS

Conceito A1 na Capes(2019)

Índice h5 do Google Scholar: 13
Índice mediana h5 do Google Scholar:24

eISSN: 2178-7727

Indexações:

A Acta Scientiae é indexada em:
Scopus logoScopusLatindex logoLatindexedubaseEdubase (SBU/UNICAMP)
Sumarios.org logoSumarios.orgGoogle Scholar logoGoogle ScholarPortal Livre (CNEM) logoPortal LivRe (CNEM)
Journals for Free logoJournals for FreeREDIB logoREDIBGaloá DOIGaloá DOI

Creative Commons License
Todos os trabalhos publicados aqui estão sob uma licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.