Registros de Representação Semiótica Mobilizados em uma Atividade de Modelagem Matemática

Matheus Junior Baldaquim, Karina Alessandra Pessoa da Silva

Resumo


Neste artigo apresentamos resultados de uma investigação na qual analisamos os Registros de Representação Semiótica que alunos de um curso de Licenciatura em Química utilizam no desenvolvimento de uma atividade de Modelagem Matemática. Com isso, a investigação fundamenta-se nos pressupostos teóricos da Teoria dos Registros de Representação Semiótica de Raymond Duval e na Modelagem Matemática entendida como alternativa pedagógica para ensinar Matemática. A metodologia de análise leva em consideração as etapas da Análise de Conteúdo de Bardin (1977) em que categorias a priori foram estabelecidas, levando-se em consideração diferentes registros de representação semiótica. Por meio das representações mobilizadas, pudemos inferir que o contato com diferentes representações semióticas possibilita sua complementação e a compreensão dos objetos matemáticos.


Palavras-chave


Modelagem Matemática; Registros de Representação Semiótica; Cálculo Diferencial e Integral I

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.17648/acta.scientiae.v20iss3id3755

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Matheus Junior Baldaquim, Karina Alessandra Pessoa da Silva

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexações:

A Acta Scientiaeé indexada em:
Scopus logoScopusLatindex logoLatindexedubaseEdubase (SBU/UNICAMP)
Sumarios.org logoSumarios.orgGoogle Scholar logoGoogle ScholarPortal Livre (CNEM) logoPortal LivRe (CNEM)
Journals for Free logoJournals for FreeREDIB logoREDIBGaloá DOIGaloá DOI

Creative Commons License
Todos os trabalhos publicados aqui estão sob uma licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.