Mulheres sob a ótica patriarcal

Letycia Fossatti Testa, Marcos Hidemi de Lima

Resumo


Este trabalho objetiva analisar a representação das personagens femininas, Isaltina e Adélia, de grupos étnicos distintos, presentes nos romances Lucas Procópio e Um cavalheiro de antigamente, de Autran Dourado, sob a ótica do patriarcalismo. Em ambas as narrativas, as personagens estão inseridas em um ambiente que busca moldá-las a ideologias preestabelecidas histórica e socialmente. Nessa linha de raciocínio, será configurada a relação conflituosa e hierárquica que se estabelecia entre o homem versus a mulher e serão relacionadas semelhanças e diferenças entre a mulher branca, representada por Isaltina, e a mulher negra, representada por Adélia, em um importante período brasileiro.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17648/textura-2358-0801-19-40-2187

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.